Um jovem que falhou…
  • Pintura de Eugene Burnand - Heimgefunden

    UM JOVEM QUE FALHOU…

    Um jovem de boa situação econômica, sua mãe era uma pessoa de influência na igreja, ele tinha contatos com irmãos líderes da igreja, um rapaz com muita vontade de trabalhar na obra de Deus. Ele tinha tudo para dar certo. A bíblia retrata a história deste rapaz e o que aconteceu com ele. Ele estava indo muito bem, talvez com mais desenvoltura que seus pares, até que um dia ele falhou. Será que não teria mais jeito de recuperá-lo ao ministério, sua autoestima, seu senso de valor? Os homens com os quais ele andava ficariam decepcionados e não dariam uma segunda chance a ele? Afinal de contas, de quem nós estamos falando?

    A bíblia nos conta a história de Marcos, ou melhor, de João Marcos. Este jovem desde cedo teve uma experiência com o Senhor. Andou com Pedro, Barnabé e Paulo. Tinha tudo para dar certo.

    João Marcos era primo de Barnabé (Cl 4:10). Era de família rica, pois em Atos 12:12, diz que sua mãe recebia a igreja em Jerusalém, havia um pátio e tinha até servos. Era pessoa de recursos que podia arcar com os custos de viajar. Presume-se que foi educado, tinha cultura e preparo intelectual.  Provavelmente tinha cidadania romana, pois seu nome Marcos é uma tradução do grego Ma’rkos  O nome João era judeu, mas Marcos era de origem grega. Era comum se designar as pessoas por dois nomes,

    Era primo de Barnabé, que foi aquele que introduziu Paulo aos apóstolos (At 9:27).  Ele acompanhou Barnabé e Paulo numa viagem missionária (At. 12:25). Parecia que estava indo bem, até que resolveu abandonar a missão, conforme lemos em Atos 13:13. Não se sabe o que motivou tal decisão. Se foi saudade da família, insegurança, medo ou imaturidade. Isto foi motivo para, noutra ocasião em que Barnabé queria novamente levá-lo junto, ser o estopim de uma separação entre os missionários, Paulo e Barnabé (Atos 15:36-39). Paulo não achou prudente levá-lo nesta oportunidade, por causa daquela experiência anterior, mas Barnabé insistiu e houve séria divergência entre eles. Foi um desentendimento tão sério que Barnabé deixou Paulo e navegou para Chipre com Marcos, os dois missionários tomando rotas diferentes. Silas agora acompanharia Paulo.

    A história não acabou neste fracasso. Como veremos, se examinarmos a bíblia, algo de grandioso haveria de acontecer na vida deste jovem e isto nos conforta e alegra, ao ver que fracassos e falhas, com a intervenção do Senhor, podem nos levar a vitória e ao sucesso de Deus.

    … MAS FOI RESTAURADO.

    João Marcos havia falhado, porém Barnabé e Pedro não o abandonaram. Houve um investimento destes irmãos na vida do jovem Marcos. Que seria de nossa vida sem irmãos e irmãs, que não desistem de nós?

    Foi passando o tempo  e Marcos foi restaurado. Paulo também foi mudado, provavelmente pelas perseguições e lutas por que passou. Nas cartas deste apóstolo, seu coração muda para com Marcos e agora o chama de “companheiro”, “parceiro”, “muito útil ao ministério”. Pede para tratá-lo muito bem na chegada a uma igreja, numa cidade que Paulo atendia. (II Tm 4:11, Fm 24).

    Pedro o chama de “meu filho” (I Pe 5:13). Muitos estudiosos entendem que o apóstolo Pedro descreveu para João Marcos aquilo que seus olhos viram, da vida e obra de Jesus, para que este jovem escrevesse o evangelho que leva seu nome.

    Foi tão importante este livro, que o “médico amado” Lucas nele se baseou para escrever seu livro.

    O que aprendemos com esta história linda?

    De um lado, do lado dos Paulos, Pedros e Barnabés. Se somos mais velhos, precisamos ter paciência com os mais novos, misericórdiafirmeza para acompanha-los e muita graça para esperar que Deus faça a Sua obra na vida deles. Imaturidade não é doença contagiosa, é algo que vem no pacote da juventude.

    Do outro lado, dos  Marcos. Se formos os mais jovens, precisamos ter persistêncianão desistiramadurecerbuscar em Deus nosso ministério.

    Deus nos ama e quer usar a cada um, com seu dom, com seu talento para sua honra e glória, no meio de Sua Igreja. Os homens falham, mas o Senhor não falha.

    Se Marcos tivesse desistido e os homens maduros como Barnabé, Pedro e Paulo não o tivessem novamente acolhido, provavelmente não teríamos o evangelho escrito por ele. E também teria feito muita falta o suporte que Paulo e Pedro tiveram através de sua vida. E quem sabe… Barnabé poderia ter comprometido todo o seu ministério.

    Precisamos buscar ter o coração do Senhor  em todas as situações.  Ele jamais desiste de nós e nós não devemos desistir dos nossos irmãos.

    Cabral,  Floripa, 18 de junho de 2011.


    18 junho 2011 | CAC | Nenhum Comentário | Tags:

Sobre o Autor

CAC

Comments are closed.