Dois ingredientes que não podem faltar
  • Cláudio Américo * 23/12/2015

    Uma história de sucesso me comoveu neste mês de dezembro. Foi o grande feito do atleta Adriano de Souza, o Mineirinho, que sagrou-se campeão no circuito mundial do Surf em Pipeline no Havaí, Estados Unidos. Um rapaz determinado, extremamente disciplinado e de origem humilde, ultrapassou grandes nomes da categoria, além do último campeão, Gabriel Medina.

    De fato o que mais chamou minha atenção, além da alegria e simplicidade na celebração, foram duas características que o Adriano demonstrou na sua entrevista, quando ainda estava no festejo de tão grande vitória. Foi ser grato ao seu irmão mais velho que o incentivou à prática do surf comprando uma prancha de 30 reais e a lembrança da amizade do amigo Ricardinho, surfista catarinense, assassinado na Guarda do Embaú no início de 2015.

    Gratidão e amizade. Dois ingredientes da receita da vida que precisamos cultivar em nossas existências.

    Gratidão. Por tudo que somos e temos. Pelos presentes que o Pai nos concede em todo o momento, do simples respirar, das curas, dos livramentos, de pequenas e grandes coisas que ocorrem em nossa vida. Gratidão pela cruz, pelo novo nascimento, por Jesus que se deu a nós e se fez pobre para torna-nos ricos.

    Amizade. Como é bom lembrarmos dos amigos, dos bons e velhos amigos, que nos amam e são companheiros em todas as horas, mesmo distantes geograficamente. Como é bom sermos gratos pelas dádivas, em carne e osso, daqueles que estavam antes de nós, no caminhar da nossa vida. Como é bom contar com os amigos dentro da família, a começar pelos nossos pais que nos amam incondicionalmente. Como é bom compartilhar com os amigos irmãos, da igreja local e de outras cidades. Como é bom  cultivar relacionamentos com os amigos na escola ou no trabalho.

    Eu sou e sempre serei devedor de pessoas, que no decorrer destes meus poucos 55 anos, me ajudaram e deram tantas coisas imateriais e materiais, que me ajudaram a trilhar o caminho, enriquecendo-me, dando exemplo de hombridade e força para não desistir, não fraquejar ou tomar um atalho. Citar nomes agora seria arriscado, pois certamente esqueceria de alguém.

    O que tais pessoas me deram? Palavras de encorajamento, exemplo, confiança, tempo, amor, oportunidade, crença, pão, dinheiro, intercessão, amizade, conselhos, apoio, oração, companheirismo, abraços, sorrisos… mas principalmente, a transmissão da vida de Deus e a certeza que o amor existe, é real e se fez carne. Suas amizades não se apagam com a distância e nem com o tempo.

    Que bom que o Adriano Mineirinho – campeão do surf – nos lembrou um pouco mais sobre a gratidão e a amizade, ingredientes tão em falta hoje em dia, mas importantes ao ser humano para que, de fato, sejamos mais humanos e ao mesmo tempo, mais divinos. Este algo a mais que é gerado no Céu, que é divino e sobrenatural, o Amor de Deus derramado em nossos corações, através de Cristo Jesus, pelo Santo Espírito.

    Em época de ceias e festas, que não faltem estes dois ingredientes em sua vida. Desejo um Natal e um 2016 cheios da presença de Deus, de gratidão e de muito amigos.

    Claudio Liris PB

     


    23 dezembro 2015 | CAC | Nenhum Comentário | Tags:, ,

Sobre o Autor

CAC

Comments are closed.